foto erótica, de antes

Certa vez, passei os olhos por uma foto maravilhosa – uma foto tripartida, três imagens de uma mulher semi nua em movimento, banhada por uma iluminação sóbria, quase escura, de um erotismo explícito, sem ser agressivo. Eu ainda era jovem o bastante para prestar atenção somente no detalhe da semi nudez, sem perceber que o erotismo não provinha de pele descoberta ou da pose sensual, mas do tratamento que o fotógrafo tinha realizado com a imagem, do modo como a luz tinha modelado o corpo.

Durante um bom tempo, alimentei o desejo, a esperança, de tornar a ver essa foto, ter de novo aquela emoção, o que nunca aconteceu. Hoje em dia, na verdade, penso que nem sei se a reconheceria, pois mais do que uma imagem precisa na minha cabeça, o que há na minha memória é uma sensação, um sentimento. E já não sou jovem o suficiente para acreditar que poderia repetir aquele sentimento, aquela emoção da descoberta de um novo ponto de vista para com a beleza, para com o erotismo, a partir de uma única imagem.

Esta foto que trago neste post é somente para ilustrar, não é aquela tal foto dos meus antes. Mas serviu bem para dar um clique em minhas lembranças.

10437793_10152550866639759_6579130167166436932_n

Explore posts in the same categories: Crônica, Fotografia

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s