“Estupro ‘legítimo’ não causa gravidez”


A imbecilidade e a estupidez avançam. Todd Akin, candidato republicano ao Senado norte-americano é contra o Aborto. Em uma entrevista, instado a esclarecer melhor suas objeções, disse: “Antes de mais nada, do que eu entendo do que os médicos dizem, [gravidez como resultado de um estupro] é muito raro. Se for um estupro legítimo, o corpo feminino tem meios de tentar jogar a coisa inteira para fora”.

Isso é tão estúpido de tantas maneiras que é até difícil começar. No entanto, antes de tudo, o que é ‘Estupro Legítimo’?! É a forma impressionante de Akin dizer que, se a mulher ficou grávida, é porque não foi Estupro! Porque se ela tivesse sido estuprada Mesmo, de Verdade, Legitimamente, ora, não haveria consequencias. Através dessa misteriosa forma alquímica conhecida somente por ele, com seus profundos conhecimentos médicos, o corpo da mulher expeliria de forma natural o corpo estranho. Todd Akin deveria ser candidato não ao Senado mas ao Prêmio Nobel de alquimia.

Mas é claro que a entrevista não acaba aí e Akin continua. E nos (raros, segundo ele) casos de gestações que não teriam sido impedidos pelo organismo feminino nos ‘estupros legítimos’, mesmo assim ele seria contra o aborto?

Mas vamos presumir que isso talvez não funcione ou algo assim. Creio que deveria haveria alguma punição, mas a punição deve ser contra o estuprador e não contra a criança”.

Isto é, não importa. Todd Akin é contra qualquer forma de aborto, de qualquer modo, em qualquer circunstância, mesmo quando a mulher corre risco de morte, mesmo quando o estupro foi ‘legítimo’.

Obviamente, a repercussão foi enorme e Akin logo se apressou a dizer que tudo não passou de um mal-entendido, que houve uma confusão e a entrevista: “não reflete a profunda empatia que sinto pelas milhares de mulheres que são estupradas e abusadas a cada ano”.

Sabe, no entanto, o que é mais aterrorizante disso tudo? Não é somente a patética e abjeta posição de um político norte-americano que faz de tudo para ser eleito. É o fato de ter pessoas que concordam com ele e votam nele e o acompanham. Mesmo que não seja eleito (ele concorre pelo estado do Missouri contra a democrata Claire McCaskill cujo partido é forte na região, mas está passando por um desagradável momento de impopularidade por conta da gestão do Barack Obama) (embora, com candidatos como Akin, a coisa fique mais tranquila), o fato é que, em uma pesquisa eleitoral recente, ele teve 6% de intenções de votos. Há pessoas que consideram certo o que ele diz! Que realmente pensam que se a mulher ficou grávida foi porque quis e, portanto, dane-se!

Todd Akin pode ser estúpido e imbecil e seu pensamento profundamente desumano e misógino. O pior, mesmo, é que ele não está sozinho.

Missouri Republican: ‘Legitimate rape’ rarely causes pregnancy
Todd Akin on the The Jaco Report
August 19, 2012
By Michael O’Brien, NBC News

http://firstread.nbcnews.com/_news/2012/08/19/13365269-missouri-republican-legitimate-rape-rarely-causes-pregnancy?lite

Updated 5:18 p.m. — A Republican Senate nominee found himself in hot water on Sunday for suggesting that instances of “legitimate rape” rarely results in pregnancy.

Rep. Todd Akin, a Republican who’s locked in a hard-fought campaign in Missouri to unseat Democratic Sen. Claire McCaskill, was answering a question regarding his position on abortion rights in instances when a woman is a victim of rape.

“People always want to make it into one of those things — well, how do you slice this particularly tough ethical question,” Akin said in an interview on KTVI-TV, video of which was circulated by the Democratic super PAC American Bridge.

“First of all, from what I understand from doctors, [pregnancy from rape] is really rare. If it’s a legitimate rape, the female body has ways to try to shut that whole thing down,” Akin said.

Regarding his opinion on whether to allow for an abortion in such instances, Akin added: “But let’s assume that maybe that didn’t work or something. I think there should be some punishment, but the punishment ought to be on the rapist and not attacking the child.”

Akin’s comments had an almost immediate impact on Missouri’s Senate race. McCaskill wrote on Twitter:

Claire McCaskill@clairecmc
As a woman & former prosecutor who handled 100s of rape cases,I’m stunned by Rep Akin’s comments about victims this AM bit.ly/NahiHz

19 Aug 12
In a statement, Akin said that he had misspoken.

“In reviewing my off-the-cuff remarks, it’s clear that I misspoke in this interview and it does not reflect the deep empathy I hold for the thousands of women who are raped and abused every year,” he said.

Akin emerged earlier this month from a tough three-way primary in Missouri, where he rallied social conservatives behind his candidacy. Democrats actually spent during that primary to help Akin win, viewing the six-term congressman as a less formidable challenger in the general election.

McCaskill, who was first elected in 2006, has become a top target for Republicans this fall, given President Barack Obama’s unpopularity in the state and successive statewide victories for the GOP.

Republicans need a net gain of four seats this fall in order to take over the Senate in the next Congress, and Democrats must defend 23 seats this fall. But unexpected Republican retirements and races that have become more competitive than expected have boosted Democratic hopes of maintaining their majority.

 

 

 

 

Explore posts in the same categories: Desconcertos

Tags: , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s