Do labirinto

 

Já nos mostrava Kafka, de forma bela e terrível, que o labirinto é tão forte e opressivo que é virtualmente impossível escapar dele. Para piorar, ainda carregamos um sentimento de culpa, pois temos a impressão de que o labirinto só existe por nossa causa, nós o criamos, nós somos os responsáveis e por isso temos que pagar.

Ou tentamos ignorá-lo até o inexorável instante quando ele nos alcança, por fim.

Não sei. Tenho a impressão de que reflexões do tipo não ajudam em nada a começar o dia.

Bom dia.

.

.

Explore posts in the same categories: Desconcertos

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s