Suckers

O martelo desce, bate, esmaga, quebra. O som não se propaga, envolve os corpos como mortalha suarenta, não responde os gritos. Tão pronto quanto a certeza do martelo, o esquecimento inicia-se, espalha-se pela parede e pelos joelhos, penetra na fina e fria coluna de água corrente, desemboca em um buraco de esgoto qualquer.

 

O que sobra é uma simples linha de desprezo.

 

 

 

 

(ilustração de Hijak Skank)

 

 

 

 

Explore posts in the same categories: Sem categoria

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “Suckers”

  1. Quintela Says:

    O texto é bom mas o desenho é maravilhoso….uashduahdaudhadusa

    Curtir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s