A Beleza está nas ruas

Em 1968, Paris queimou pela Revolução. Os jovens tomaram o destino pelas mãos, reviraram a ordem de pernas para o ar, lutaram, amaram e se entregaram à paixão, por um novo mundo. Os políticos se horrorizaram, os patéticos partidos de esquerda, comunistas e socialistas, brigaram contra, os trabalhadores foram à reboque, insuflaram-se com o mesmo entusiasmo e sofreguidão e ajudaram a queimar Paris.

A Revolução não aconteceu, mas as chamas ainda queimam e Maio de 68 continua para sempre como símbolo máximo da força e capacidade da juventude. Quando os estudantes se revoltam no Chile ou os jovens e desempregados tomam Wall Street ou protestam na Espanha, os ecos de 68 se fazem ouvir.

Além do eminentemente político e social, 68 também foi uma explosão de criatividade, arte e beleza. Os posteres, os grafismos, as palavras de ordem, os desenhos, as pixações, as faixas. Entre outros pontos, o Atelier Populaire foi um centro de reuniões e criação, os cartazes eram bolados, manufaturados, copiados, reproduzidos a mão, para serem distribuídos na manhã seguinte e espalhados por toda a cidade.

Dois pesquisadores, Johan Kugelberg e Philippe Vermès, reuniram os cartazes produzidos durante o Maio de 68 e publicaram uma compilação de pouco mais de duzentos exemplos, do que foi a Revolução imaginada e concretizada em Arte.


Beauty is in the Street: A Visual Record of the May ’68 Paris Uprising, Johan Kugelberg e Philippe Vermès

Explore posts in the same categories: Sem categoria

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s