Serbian Film: Censura e estupidez sempre caminham juntas

‘A Serbian Film’ foi proibido de ser exibido no Brasil.

Não é um grande filme. Transita entre a bizarrice pura e o desejo de chocar junto com uma estética de soft porn e um tratamento de terror moderno e suspense pífio, tudo embalado com uma pseudo discussão filosófico/artística.

Mas, também, não chega a ser um péssimo filme, no sentido de mal feito: a direção é coerente e segura, a produção é boa, os atores, bem, fazem o suficiente, o roteiro é bem estruturado e fechadinho, e até avança em umas pequenas experimentações ao montar o terceiro ato final por meio de flashbacks, quando o personagem principal vai descobrindo os horrores que aconteceram na noite anterior. Não há surpresas no argumento ou no encaminhamento da história; por conta da estruturação calcada em clichês de terror / suspense comuns, todo o desenvolvimento será facilmente adivinhado por qualquer expectador que tenha um mínimo de experiência em ir ao cinema.

No entanto, apesar de fraco, ele realmente consegue incomodar. Tenho o costume e o gosto de assistir filmes bizarros e extremos e parecia-me já ter visto de tudo o mais forte (muito embora, boa parte destes filmes ‘extremos’ seja somente exercício de mau gosto) e, mesmo assim, ‘A Serbian Film’ tem cenas que me perturbaram. E não há nada de realmente novo ou explícito! Em matéria de tortura, qualquer `Jogos Macabros’ mostra muito mais. Há bastante sangue, mas não chega perto do ‘Albergue’. Nudez sem dúvida, embora, em comparação com qualquer pornô de sadomasoquismo, as cenas de sexo (mesmo as de tortura) são quase pudicas. No pornô, pelo menos, os atores e atrizes apanham de verdade. Mérito da direção que pôde criar todo um clima de agonia da dor e o pavor das situações sem usar uma ‘explicitez’ rasa.

Dizer que ‘A Serbian Film’ incita à pedofilia e à necrofilia é uma grande bobagem, apesar de compreender como as pessoas podem pensar isso. De fato, o diretor Srdjan Spasojevic provoca nos limites da representação, a ponto de deixar uma sensação ruim na consciência, de choque quase. Mas a tortura (de qualquer nível) nunca é mostrada como excitante, nunca se pretende que seja boa ou saudável, nunca é menos como doentia e desumana. Se em algum momento, houver um laivo mínimo de excitação, o problema é com o expectador, não com o filme.

Agora, VOCÊ não poderá concordar comigo. Ou discordar veementemente. Porque VOCÊ não poderá assistir ‘A Serbian Film’. Não poderá sequer decidir se vale a pena assistir ou não. Porque o instituto da CENSURA voltou. Porque está se decidindo por você, que VOCÊ não possui capacidade, inteligência, sensibilidade ou discernimento. E, para piorar, isso sendo levado por pessoas que SEQUER assistiram ao filme, e nem pretendem. “Não se viu o filme e nem precisava”, disse o ex-prefeito do Rio, César Maia. O que comprova que a Censura, por ser Censura, tal qual os censores, é cega, burra e arrota orgulho pela sua estupidez.

Lucas Salgado, pelo site Adoro Cinema, conta que a reação à censura começou:

Hoje, 2 de agosto, às 19h30 na Fundição Progresso, no bairro carioca da Lapa, o movimento CENSURA NÃO realiza um encontro aberto que buscará pensar/propor estratégias de reação aos últimos acontecimentos. O Rio de Janeiro também será palco de debates nos próximos dois dias, promovidos pelo CENSURA NÃO e pela Cinemateca do Museu de Arte Moderna. Nessa quarta (3) será exibido o clássico Rio 40 Graus, que foi censurado na década de 50 por contar com “elementos comunistas”. Após a sessão acontecerá um debate com a presença do diretor Nélson Pereira dos Santos e do advogado Gustavo Martins. Já na quinta a sessão será de O Encouraçado Potemkin (foto), clássico de Sergei Eisenstein que passou 55 anos proibido no Brasil. As sessões acontecerão no MAM, às 18h30.
Com a mobilização no Rio, moradores de outras importantes cidades já começaram a se manifestar através de redes sociais e é provável que eventos semelhantes aconteçam em São Paulo, Belo Horizonte e outras partes do país. Além disso, o Festival de Gramado já tratou de inserir a discussão em sua grade e no próximo sábado (6) irá realizar o seminário “A censura voltou? O veto ao longa ‘A Serbian Film’ em questão”. Promovido pela Associação de Críticos de Cinema do RS (ACCIRS) e pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine), o seminário contará com a presença de importantes críticos e de um representante do Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação do Ministério da Justiça.” (site Adoro Cinema )

Pois bem. É um bom começo.

Explore posts in the same categories: Sem categoria

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

6 Comentários em “Serbian Film: Censura e estupidez sempre caminham juntas”

  1. Claudinei Vieira Says:

    Exato, Marcos, concordo plenamente. Não fosse todo o alarde, ele seria exibido e passaria incólume. Na verdade, ele chegou a ser exibido no Brasil anteriormente, em dois festivais! Veja-se como ele não deixou marca alguma!

    Curtir

  2. Marcos Candido Says:

    Perfeitas as suas colocações. Não fosse todo esse alarde, eu certamente sequer tomaria conhecimento do filme. Com essa polêmica toda, tive que assistir. O filme em si não é nada demais, embora tenha, devo confessar, causado-me um certo desconforto – que já passou.
    O engraçado é que mudaram o nome da censura, agora é “tutela”. Ora, estão nos protegendo de quem? Não sabemos mais o que podemos ou não assistir?
    Como você disse na resposta acima, a pior consequência é a vontade querer assistir ao filme. E fica pior ainda nos dias de hoje, em que qualquer criança ou adolescente – depois de ver a balbúrdia – pode ir até o google e digitar “serbian film download”.
    Se ninguém tivesse dito nada, iria ao cinema somente aqueles que realmente se interessassem pelo flme. E o filme, como colocado, seria facilmente esquecido.

    Curtir

  3. Fernanda S. Says:

    Nossa! Bizarro! Isso me lembra a década de 80 e os carolas fazendo protesto pra não exibirem “Je Vous Salue Marie” do Godard. Achei que já havíamos passado desta época.
    Sem falar dos filmes editados, né? Mesmo hoje, muitos filmes polêmicos e pesados são cortados para serem exibidos em alguns países. Acho que com o “Anticristo” de Lars von Trier aconteceu isso. Acho surreal. Se o pessoal não quer ver a cena em que ela corta o pinto do cara, fecha os olhos, ou não vá ver o filme. Fico revoltada com estas histórias.
    Bom, o pior de tudo é que, do jeito que você escreveu, dá vontade de assistir o “Serbian”…

    Curtir

    • Claudinei Vieira Says:

      Para quem viveu a época do ‘Je vous Salue, Marie’, a comparação é inevitável, realmente, Fê.
      Agora, uma das piores consequências da Censura é a vontade de querer assistir o filme censurado, mesmo quando ele não merece ser visto. Tirando as cenas mais polêmicas, Serbian Film é uma obra facilmente esquecível, não merece um décimo desse estardalhaço.

      Curtir

  4. André Machado Says:

    Oi, Claudinei. Eu também fiquei meio chocado com esta história. Até hoje não entendi qual foi o meio legal que utilizaram para censurar o filme. Ainda bem que estão reagindo. André Machado

    Curtir

    • Claudinei Vieira Says:

      Pois é, André, começou com o DEM do Rio, onde o filme iria estrear no dia 05, que moveu uma ação contra o filme e foi acatado pela justiça do Rio que tirou a cópia (a única cópia) de circulação. Logo depois, a Procuradoria da República de Minas Gerais quis proibir diretamente o filme de passar em qualquer lugar do país. Como, na prática, não se pode exercer legalmente a Censura, o Ministério da Justiça suspendeu o processo de classificação indicativa do filme (sem a qual não pode haver exibição nos cinemas), por tempo indeterminado, ‘até a apreciação do departamento jurídico do ministério’. o que vai acontecer agora, simplesmente ninguém sabe.

      Curtir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s