Um demônio negro, um pastel e um desconcerto

Um demônio ronda pelo mundo da literatura e no próximo dia primeiro de novembro, no sábado, estará mais especificamente na cidade de São Paulo, na Praça Franklin Roosevelt, no Sebo do Bac, para o lançamento do meu livro de contos, o ‘Desconcerto’. Clique na figura para ver o convite por inteiro. Orgulho e prazer presentes, é claro. Para comemorar o fato, para celebrar o feito, para compartilhar a emoção, o convite para participar da festa. Haverá beleza, isto é, poesia e prosa. Haverá música, rock e blues. Haverá escritores, amigos, e cerveja. E nos daremos a mão ao demônio, no melhor dos sentidos possível.

Alguns fatos e respostas (para perguntas que, talvez, você nem soubesse que tinha) para se preparar para o momento.

– O que é ‘Demônio Negro’?

É a editora criada pelo poeta, designer, editor e maluco Vanderley Mendonça para dar vazão a sua necessidade de privilegiar uma literatura de alta qualidade que não encontra lugar nas grandes editoras. No pouco tempo que existe (há dois anos), a Demônio Negro já garantiu espaço na história das publicações no Brasil, editando autores e obras extraordinários, jovens e inéditos alguns, reconhecidos e consagrados outros, poetas e prosadores, tudo com belíssimo acabamento e diagramação.

– Como trabalha a ‘Demônio Negro’? Como publicou seu livro!? Como funciona a distribuição?

Calma, calma. Antes de mais nada, é preciso deixar claro que a editora funciona com a) edições limitadas e b) venda por demanda. Em outras palavras, tomando o meu livro ‘Desconcerto’ como exemplo: foram publicadas algumas dezenas de exemplares, dirigidos para a festa do lançamento. À medida que os livros forem vendidos, e houver mais pedidos, serão feitos os próximos.

Em algumas outras palavras (se o lançamento for um sucesso estrondoso) (o que, sinceramente, imagino que você saiba, é o que eu espero) dependendo da hora que você chegue não encontrará seu exemplar! Mas não se preocupe, basta marcar o pedido que seu exemplar estará garantido (e devidamente autografado e tudo).

Por outro lado,

já houve uma série de custos para garantir esta primeira edição.

Portanto,

preciso que haja uma boa venda para a) custear estas primeiras despesas e b) garantir próximas edições. Portanto, meus amigos.

– Sim, e quanto à distribuição?! E se eu não moro em São Paulo?!

Creio que deve estar claro que esse livro não estará disponível na Amazon nem nas grandes redes internacionais. Por enquanto. Sem problemas. Pelo Sebo do Bac o livro chega a qualquer ponto do Brasil e do planeta e, mais pra frente, haverá alguns pontos de venda especiais (como a Rato de Livraria, por exemplo). Se preferir, é só entrar em contato com a editora ou comigo diretamente.

– Quem fez a capa? Quem diagramou? Quem foi o maluco que resolveu publicar um livro seu?

Vanderley Mendonça. A culpa é dele.

(a ilustração da última capa utilizada para esse convite é um desenho original do ilustrador Wilson Neves; valeu, Wilson!)

– Por que ‘Demônio Negro’? De onde saiu esse nome?

Isso você vai ter que perguntar ao Vanderley. Que nome ótimo, não?

– ok, quanto ao seu livro. São contos. Todos inéditos?

Não. Este livro reúne vários contos que tenho escrito e publicado principalmente pelos meios eletrônicos. Já publiquei em vários sites, blogs, revistas, jornais, já participei de algumas antologias, e há um conto que foi premiado e publicado pelo jornal O Estado de São Paulo em um caderno especial sobre a cidade de São Paulo. Eu diria que o livro se constitui de metade material inédito e metade textos que já circularam, de uma forma ou de outra. No entanto, todos eles foram reescritos, reformatados, repensados, e montados para formar uma obra com coerência interna. É portanto uma obra e não um apanhado de contos, nem uma antologia.

– Por que colocar o mesmo título das atividades que você tem promovido por aí (como os “Desconcertos na Paulista”, na Casa das Rosas, e o ‘Desconcertos de Poesia na Roosevelt’, no Sebo do Bac)?

Pois é, a confusão é natural, já que somente agora o livro está vindo a público.

Mas, em verdade, o livro, o Desconcerto, já existe faz um bom tempo. Foi sendo remodelado, re-escrito e repensado, por diversas vezes, mas o livro já existe. Como, no entanto, nunca consegui publicá-lo anteriormente, acabei usando o nome (que sempre achei excelente) para intitular as atividades. Portanto, o livro, mesmo não tendo sido publicado, veio primeiro.

Talvez uma forma de diferenciar seja prestar atenção que o livro é um ‘Desconcerto’ (no singular) enquanto que as atividades são ‘Desconcertos’ (no plural).

Tá, sei bem que isso não ajuda lá muito, mas, bueno, eu tentei.

– E o ‘detalhe’? Quanto vai custar?

Meros vinte reais!

– Há muitos convidados para o seu lançamento no dia primeiro. Todos eles vão fazer leituras do seu livro?

Não! Ao contrário. O que eu pedi é que todos fiquem completamente à vontade para trazerem e mostrarem sua própria arte. Isto é, caso queiram se referenciar ao meu livro são completamente livres, mas não é o tema nem o motivo por terem sido convidados. São todos artistas, escritores, poetas, músicos, cantores, atores, tão extraordinários, que calcar tudo em cima de minha pessoa seria empobrecer a festa. O evento é o que costumo realizar, junto com o camarada Anselmo Luis, o ‘Bac’, há alguns anos, no espaço do Satyros, quem já foi, sabe bem o que esperar. A grande diferença, talvez, seja o número de convidados, que costuma ser um ‘pouco’ menor. Muito embora, por minha vontade, haveria algumas centenas de mais artistas. Fosse eu convidar o tanto de pessoas que gostaria, a festa duraria uma semana (ei, até que não é uma má idéia…)

– Então, o que você está planejando para o dia?

Veja só essa lista de convidados! (além de mais algumas pessoas que acabaram não tendo seus nomes no convite). A Fabiana Vajman junto com Danielle de Farias e a Fernanda Gama vão montar um pequeno sketche de uma peça que estão montando juntas. Márcia Denser, nossa musa – dark da moderna literatura brasileira, a escritora que mais influenciou minha vontade de escrever, dará o inenarrável prazer e honra de sua presença (além de ter escrito o prefácio do meu livro!, coisa que há alguns anos atrás eu teria imaginado que seria simplesmente um delírio da minha mente!). A voz, a presença, o carisma e o extraordinário talento do Paulo de Tharso. A gaita do mestre Flavinho percorrerá o evento com seu blues rasgado e a voz marcante da bela Fernanda D ´Umbra nos mostrará um pouco do ‘Fábrica de Animais’. Para não dizer que não haverá nada diretamente ligado ao meu livro, pô, tou montando uma surpresa junto com o querido Nelson Peres, um dos melhores atores em cena no Brasil atualmente, aguarde-se! Haverá as presenças do Marcelino Freire, da Mariana Leme, da Ana Rüsche, oh, da Paloma Vidal, do Daniel Cavana, o ‘Danny Boy’, a Andréa Del Fuego, o Carlaccio, da Márcia Bechara, da Yara Camillo, e oh, têm mais alguns que ainda não posso citar, pois não me confirmaram presença, mas que será simplesmente sensacional se puderem vir.

Claro, com tais pessoas, e com tal clima, isso vai ser somente o começo da noite.

O ‘evento’ continuará por aí, pelas mesas do Satyros II, na companhia inefável de tais amigos, passaremos pelas mesas do espaço Parlapatões onde a conversa será tão ou mais animada, daremos um tempo no Amistosas, e de manhã, concluiremos o lançamento comendo um pastel na feira de domingo da praça roosevelt, ancoradouro da larica matinal.

Será um verdadeiro desconcerto, concorda?

Então, é isso. Aguardo sua augusta presença, meu amigo, minha querida amiga.

Lançamento do livro ‘Desconcerto’, de Claudinei Vieira

selo Demônio Negro

20,00

Sábado, 01 de Novembro, 15:00

Sebo do Bac

Praça Franklin Roosevelt, 127

Explore posts in the same categories: Desconcertos

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

6 Comentários em “Um demônio negro, um pastel e um desconcerto”

  1. Claudinei Vieira Says:

    vai ser lindo, Fabiana
    beijos!

    Curtir


  2. Vai ser duca, meu rei!
    Inesquecivel!
    Beijo e muito obrigada pelo convite.

    Curtir

  3. Claudinei Vieira Says:

    Edith, você é praticamente co-autora desse livro, eu já disse isso. Será maravilhoso sua presença. bjs

    Lima, o pastel vai ser servido para quem estiver comigo no final do evento. Isto é, lá pelas oito horas da manhã de domingo. Comerei um de carne em sua homenagem. FAlôu!

    VAleu, TAti. Lhe aguardarei ansioso, pode deixar! Grande beijo!

    Curtir

  4. Tati Says:

    Cá!!!!!!!! Estarei lá!!!!!!!!! Beijos!!!!!!!!1

    Curtir

  5. LIMA Says:

    Epa! Vou garantir o meu livrinho depressa!… Mas, claudinei, velho, e o pastel? vai rolar também?… Deu água na boca… hehehe!

    Curtir

  6. Edith Says:

    Veirinha de mi corazón!

    Feliz da vida, estarei presente ao tão aguardado lançamento.

    Beijo

    Curtir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s