OPACO VAZIO

 

A dor do vazio é opaco.

O silêncio do desespero rima com sutil. O nome é de algum momento cruzado com distância, povoado de reminiscências suadas colhidas por tempestades tropicais no meio do caminho. Estendo a mão, talvez por puro hábito, e recolho. Reconheço a chuva no cabelo que nunca limpa meu peito e deixo de sentir o carinho da pessoa meio querida, talvez e justamente, adverbialmente, por falta de hábito. Resmungo e continuo caminhando como uma simples metáfora, não mais.

A cor do meu vazio é você.

 

 

 

 

About these ads
Explore posts in the same categories: Desconcertos

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 178 outros seguidores