Coraline: novas imagens e resenha do livro

“Coraline” está chegando. Sua estréia está marcada para 6 de fevereiro nos Estados Unidos, e ainda não vi qualquer notícia se isso vai ser acompanhado também no Brasil. Vá saber… Enquanto isso o marketing está funcionando e de vez em quando liberam uma imagem aqui outra acolá.

“Coraline”, para quem ainda não sabe, é o livro de terror infanto-juvenil escrito por Neil Gaiman que virou filme sob a direção de Henry Selick, o mesmo do “Estranho Mundo de Jack”. Entre os dubladores tem a Dakota Fanning, a Teri Hatcher e o Keith David.

Eu não sei. Posto as imagens que vi, não só para divulgar mas também para expressar minhas dúvidas. Isto é, a sensação que me passam é muito diferente dos sentimentos que tenho para com o livro. O livro é sério, denso, e ao mesmo tempo lírico e simples. Estas imagens estão me parecendo muito … fofinhas, muito bonitinhas. Sei lá. Depois do ‘Stardust’ eu fiquei com um tremendo pé-atrás com o que fazem com os textos do Gaiman. Vamos ver. Por enquanto, minha garantia é a presença do Selick, o que me deixa um tanto menos preocupado. Para saber um pouco mais do que estou falando, reproduzo a resenha que escrevi quando do lançamento do livro:

CORALINE, de Neil Gaiman

Neil Gaiman escrevendo uma história infantil? Uma adaptação moderna do “Alice no País das Maravilhas”? O autor de “Sandman” com uma obra sem complicadas e obscuras referências místicas, com uma linguagem simplificada que qualquer criança pode entender e apreciar? De uma certa forma, sim.

Por outro lado, creio que seria mais apropriado dizer que “Coraline” é uma viagem um tanto ou quanto mais sombria do que “Alice”; é o seu, digamos assim, lado negro; aquele canto do espelho onde não bate tanta luz. Infanto-juvenil, sim, mas pelo viés dos temores primais que carregamos desde gerações longínquas, desde nossa infância e as quais nunca conseguimos nos livrar, somente amenizar; as referências continuam também, mas neste caso sem necessidade de explicitação. Edgar Alan Poe, o terror gótico, castelos de fantasmas, “O Bebê de Rosemary”, torturas medievais, sem nunca serem citados, estão todos aqui. “Coraline” é, então, um livro infanto-juvenil… de terror. Linguagem simples e direta? Sim, é verdade, mas tão depurada, tão forte e incisiva, tão eficiente que demonstra, pura e simplesmente, o trabalho de um mestre da literatura. O medo, o suspense, a tensão, o desconhecido, o estranho, o escondido, o nebuloso, o desconforto, são de tirar o fôlego. Pode esquecer os livros de Clive Barker e Stephen King. Eles não chegam nem perto de assustar como faz Gaiman nesta “singela” historinha.

Coraline é uma menininha que acabou de se mudar com seus pais para uma velha mansão que foi dividida em lotes e alugada para várias pessoas. Ela não tem nada para fazer. Seus pais ficam trabalhando no computador. Seus vizinhos são duas senhoras muito velhas e meio caducas que moram no andar de baixo e um velho completamente maluco que mora no andar de cima e diz que tem um circo de ratinhos, e todos eles a chamam de Caroline. Ela explora o lugar e os arredores. Conhece todo o terreno baldio em volta, sabe do poço sem fundo, que a casa tem vinte e duas janelas e quatorze portas, sendo que uma delas dá para uma parede de tijolos.

Um certo dia descobre que a parede de tijolos sumiu e no seu lugar há um corredor escuro. Curiosa e sem ter o que fazer, atravessa o corredor e descobre uma outra-mansão, talvez a mesma mansão quem sabe?, e nela uma outra-mãe está preparando uma comida deliciosa, um outro-pai te dá a atenção que o seu pai “normal” não dá, e parecem ter muito amor e querem que ela fique com eles. Para sempre.

Há alguma coisa muito esquisita neles. No lugar dos olhos, eles têm botões, as mãos de sua outra-mãe são muito finas e as unhas extremamente compridas, as cores das paredes do seu outro-quarto são berrantes e exageradas. Coraline decide não ficar ali, mas quando volta ao seu mundo “normal”, seus pais “normais” desapareceram.

Sua outra-mãe quer ficar com ela. Seja como for.

Para ler “Coraline”, eu quis ficar completamente sossegado. Deixei que minha casa ficasse quieta e só abri o livro quando todos foram dormir e eu estava sozinho. Não sei se você aceita conselhos, mas não me custa dar um pequeno aviso: acho melhor você não fazer a mesma coisa. O livro é pequeno, muito fácil e rápido de ler. Quando acabei, percebi que o resto da noite demoraria muito, muito mesmo, para passar.

coraline

coraline-1

coraline-2

About these ads
Explore posts in the same categories: Desconcertos

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “Coraline: novas imagens e resenha do livro”

  1. Kellen Says:

    estou adorando o livro
    estou na parte em a Coraline atravessa a parede
    de tijolos e descobre outro mundo.
    bjosss

    Curtir

  2. Claudinei Vieira Says:

    ‘Coraline’ para fãs de Gaiman é leitura obrigatória. Embora, é claro, é sempre possível que você não concorde com minhas opiniões. Leia e depois me diz o que achou, ok?

    Dani, também adorei aquelas pantufas!! heheheheheh

    Curtir

  3. Dani Says:

    Nossa, agora preciso ler, ver e tudo mais.
    Adorei a pantufa!
    Beijão

    Curtir

  4. contemporaneando Says:

    Claudinei,

    Você me deixou com uma vontade louca de ler esse livro!!! Você sabe, sou muito fã de Neil Gaiman, vivo procurando por aí as edições de Sandman (pode acreditar, ainda não li nenhuma no papel, só na internet, simplesmente porque não consigo me decidir por qual comprar primeiro, já que não dá para comprar todos de uma vez e acho um crime escolher um em detrimento dos outros…rsrsrs). Agora, acho que Sandman vai ter que esperar. Eu PRECISO ler Coraline!!!! Ah, a propósito, sua resenha está fantástica! De um escritor como você, só se pode esperar mesmo críticas assim, com essa clareza, essa forma de passar as suas sensações a respeito do livro e esse texto tão saboroso de ler. Parabéns!

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 182 outros seguidores